MERCADO

Sindicatos do setor farmacêutico debatem pautas em SC

Atualizado em 18 dezembro, 2019

 

Representantes de seis Sindicatos do comércio varejista de produtos farmacêuticos (Sincofarma) discutiram questões tributárias e a ampliação do mix de produtos, em reunião na quinta-feira (4), na Fecomércio SC.

De acordo com o vice-Presidente de Comércio de Produtos Farmacêuticos, Gentil Coradelli, o sistema que antecipa pagamento do ICMS  está sacrificando o setor. “Formamos uma comissão com empresários de todo o Estado e vamos ouvir um especialista em tributação na próxima semana para poder apresentar uma proposta para a Secretaria da Fazenda”, pontua.

A Fecomércio SC dará o encaminhamento a demanda do setor e ajudará a construir uma política para avaliar tanto as margens de valor agregado, quanto a substituição tributária.

Segundo Nei Constante, presidente do Sindicato do Comércio de Produtos Farmacêuticos de Criciúma e Região, o grupo também propôs a ampliação do mix de produtos que podem ser vendidos em farmácias e deve apresentar uma minuta com sugestões para a Lei Nº 16473, de 2014, que regulamenta o que pode ser comercializado nos estabelecimentos.

Participaram da reunião representando a Fecomércio SC o presidente da entidade, Bruno Breithaupt, o diretor executivo, José Agenor de Aragão Junior, o vice-Presidente de Comércio de Produtos Farmacêuticos, Gentil Coradelli, o gerente da Divisão Sindical, Rafael Arruda, e o gerente da Divisão de Relações Institucionais e Governamentais, Elder Arceno. Entre os representantes dos sindicatos estavam o presidente do Sincofarma Oeste, Sergio de Giacometti, o presidente do Sincofarma Criciúma e Região, Nei Constante, o presidente do Sincofarma Tubarão e Região, João Fernandes Floriano, o advogado do Sincofarma Norte, Celso Roberto Eick Junior, o presidente do Sincofarma Joinville, Romildo Letzner, e o contador do sindicato, Antônio Schmitz.

Leia também

ECONOMIA 13 maio, 2022

Volume de serviços em SC interrompe trajetória negativa em março

ECONOMIA 12 maio, 2022

Consumidores em SC adotam alternativas para driblar inflação, aponta Fecomércio SC

ECONOMIA 12 maio, 2022

Inflação desacelera em abril, mas alta dos preços alcança 78,25% dos produtos

ECONOMIA 11 maio, 2022

Estado aprova redução do ICMS para leite e outros produtos alimentícios