Economia

Diferença entre ticket médio e gasto médio

Atualizado em 14 junho, 2018

Para quem não é familiarizado com jargões empresariais, alguns conceitos podem parecer sinônimos, como é o caso do ticket médio e o gasto médio. Apesar de nomes parecidos, os dois indicadores são bem diferentes, tanto na forma de calcular, como na utilidade do dado.

TICKET MÉDIO

O ticket médio é o valor médio que cada cliente compra em um estabelecimento. Ele é calculado a partir da soma do faturamento das vendas e dividido pelo número de clientes que fizeram compras. Vamos imaginar que o faturamento de uma loja em um dia foi de R$ 5 mil. Se 100 clientes compraram lá, o ticket médio calculado será de R$ 50. Ou seja, cada cliente consumiu em média R$ 50,00 no estabelecimento.

Essa loja pode traçar estratégias para aumentar o faturamento analisando este indicador e optar por ações de venda agregadas para aumentar o valor do ticket médio.

Por exemplo: a loja inicia uma promoção em que clientes com compras acima de R$ 50,00 concorrem a um prêmio. Dessa forma, o ticket médio tende a subir.

TICKET MÉDIO POR SETOR

Outra análise que o empresário pode realizar é comparar o seu ticket médio com o valor apurado nas pesquisas, de acordo com o seu segmento de atuação econômica, e verificar se seu posicionamento está acima da média ou se está abaixo com possibilidade de crescer.

O indicador é útil também para compreender qual perfil do público que frequenta o estabelecimento comercial, bem como saber qual produto é o mais vendido.

GASTO MÉDIO

O gasto médio é a média de todos os gastos dos consumidores em uma data promocional ou evento. O indicador do gasto médio é calculado a partir da soma dos gastos de cada consumidor dividido pelo número de consumidores que foram entrevistados.   

Por exemplo, é perguntado a 400 consumidores quanto eles desembolsaram com alimentação durante a estadia em uma cidade específica. A soma dos gastos destes turistas é de R$ 420 mil. Logo, o gasto médio é de R$ 1.050, ou seja, é feita uma conta dividindo o valor total dos gastos dos turistas que é de R$420.000 pelo número de turistas entrevistados (400).

Mas é importante observar que os consumidores/turistas realizaram estes gastos em diferentes estabelecimentos- restaurantes, supermercados, padarias- e cada um deles tem o próprio valor de ticket médio.

O gasto médio tem aplicação mais global e traz informações relevantes para a compreensão do mercado, pois leva em conta aspectos que remetem ao orçamento, às expectativas das famílias, ao acesso ao crédito, à variação dos preços aplicados e ao volume de consumo. É possível medir o “humor” do mercado analisando quanto o consumidor gastou em um determinado período.

Leia também

Compliance 03 setembro, 2020

Boletim Compliance – Edição 3 – Julho/2020

Compliance 15 junho, 2020

Boletim Compliance – Edição 2 – Junho/2020

Compliance 05 maio, 2020

Boletim Compliance – Edição 1 – Maio/2020

Economia 05 dezembro, 2018

Perspectivas para Economia Brasileira em 2019